12 outubro 2008

Professor é teu Professor para o Resto da Vida!


"O professor medíocre descreve, o professor bom explica, o professor óptimo demonstra e o professor fora de série inspira"
William Arthur Ward

Conforme Séneca “A educação exige os maiores cuidados, porque influi sobre toda a vida”, e hoje celebramos o dia desta classe profissional que dedica e tem em suas mãos a tarefa árdua de formar os habitantes desta nação a serem cidadãos e agentes do progresso social, científico e económico. É árdua porque sabemos das precárias condições de trabalho a que se encontra votado o professor, nao só em termos de salários magros e usualmente pagos após longos períodos de espera, mas também pelas infraestruturas degradadas, turmas superlotadas e fundamentalmente porque, como diz Carlos Drummond, “a educação visa melhorar a natureza do homem, o que nem sempre é aceite pelo interessado”. Isso mesmo, a desmotivação dos alunos, para nosso desalento, tem vindo a ser exponencialmente exacerbada pela recente introdução das polémicas passagens automáticas.

Portanto, há problemas estruturais candentes no sistema, que tornam ser professor nesta Pérola do Indico numa autêntica “barra”! Enquanto denunciamos esses problemas e propomos soluções, não nos devemos esquecer que esta é uma das fundamentais profissões nobres de uma sociedade. Não estamos de forma alguma a insinuar que o professor deva passar a fome ou que as entidades responsáveis nao se devam preocupar a assegurar que o professor aufira a salários que o permitam ter uma vida condigna, mas também lembramos que o professor não pode abraçar esta actividade esperando que venha a ter uma vida similar a dos “lordes da droga”!

Tem vindo a observar-se uma corrosão progressiva dos valores morais desta sociedade e uma coisa em que não se tem prestado a devida atenção é o facto deste “homem” actualmente “corroído” comecar a sua formação na escola. Portanto, tudo o que acontece nesse ambiente é fundamental e precisa de estar sob controlo para que os alicerces não só da ciência e letras, mas também da cidadania, ética e moral, se incrustem nas pessoas desses novos agentes que se vão formando para ir pegando a tocha do desenvolvimento desta nação.

É salutar sabermos que na véspera desta data, a Organização Nacional dos Professores tenha lançado o “Código de Conduta” desta classe, porque sabemos que, apesar de vários casos excepcionais, muito criticismo tem sido levantado para a atitude e comportamento de uma grande maioria dos nossos professores, que se tem deteriorado progressivamente, veja-se, desde os meados da década de 80. Ocorrendo mais de duas décadas depois……..este é um exemplo “clássico” do “mais vale tarde do que nunca”! É premente e pertinente que a troca de notas de passagem de classe por dinheiro ou por favores sexuais, que se encontra enraizada das “unhas dos dedos dos pés às pontas dos cabelos” do nosso sistema de ensino desapareça completamente de todas as escolas deste território, se estivermos realmente cometidos com a formação de sua sociedade que se assente em valores morais, respeito e honestidade!

Esse é o desafio que levantamos aos nossos professores, neste 12 de Outubro de 2008, porque esta classe, fora as outras variáveis e variantes do sistema, tem um potencial enorme para mudar o curso que tem seguido este sector crucial para a formação desta sociedade que queremos, não seja de “habitantes”, mas de “cidadãos”!

Deve ser reconfortante, quando volvidos tantos anos, encontremos aquele nosso professor da primária e nos recordemos das lições de vida que deles recebemos ou que estes ensinaram para que hoje, aquele pupilo de outrora seja um competente engenheiro, médico, agrónomo, arquitecto, sociólogo ou jurista! Este é o resultado do investimento de longo prazo que estes profissionais realizam para esta sociedade e parte essencial dos “lucros” dessa aposta. Não são raros os casos em que ex-alunos, dezenas de anos mais tarde compram uma motorizada, uma bicicleta ou mesmo constroem uma casa para os seus professores!

É mesmo isso: “O professor é professor para o resto das nossas vidas!”

É portanto, fundamental que voltemos a cimentar esses valores nesta Pérola do Índico e que o professor não volte a ser lembrado com pavor e desdém, pelas “atrocidades” que cometera!

Vai por isso um abraço caloroso a todos os profissionais deste sector, pelo trabalho árduo, dedicação e empenho que têm desenvolvido em prol do progresso futuro desta nação. Um “shout-out loud” a todos os bloguistas, em especial à Ximbitane e Yndongah por simultaneamente pertencerem a esta classe “previlegiada” e também contribuirem efusivamente para o debate permanente de ideias nesta “esfera” que nada tem de “virtual”!

A terminar, gostaria que reflectissemos sobre esta frase de Franz Kafka :

“Toda a educação assenta nestes dois princípios: primeiro repelir o assalto fogoso das crianças ignorantes à verdade e depois iniciar as crianças humilhadas na mentira, de modo insensível e progressivo.”

Tenham um bom dia e é bom sinal que a ministra Taípo não dará tolerância de ponto amanhã, porque os nossos miúdos (como o Mazanga) precisam muito de aprender e a qualidade do nosso ensino precisa de melhorar imenso!

6 comentários:

Reflectindo disse...

Parabéns pelo artigo que homenagea o professor. O professor mocambicano precisa muito do nosso apoio.

Este artigo mereceu uma referência no Reflectindo a espera que se difunda mais.

Jonathan McCharty disse...

Obrigado mano Reflectindo!

Estive a pensar em todos os professores e ex-professores, e sei que fazes parte desse grupo! Por isso estas tambem de parabens e obrigado por levar essa palavra de conforto a esses nossos verdadeiros "combatentes da liberdade e do progresso"!

X!mb!t@nE disse...

Pela fatia que me é atribuida, obrigado

Jonathan McCharty disse...

De nada! Nos e' que temos que agradecer pelo servico que prestais! Temos certeza que sois tambem agentes mobilizadores para a correcao e conduta a altura da nobreza da vossa classe!

Reflectindo disse...

Obrigado, Jonathan. Não sou ex da profissão, mas do local onde a exerço.

Jonathan McCharty disse...

Entao, se percebi bem, melhor ainda, hehe!