30 novembro 2008

Ria ao Domingo IV

O Cemitério!

Numa cidadezinha do interior havia um coqueiro carregado de côcos dentro do cemitério. Dois amigos decidiram entrar lá à noite (sem os guardas se perceberem) e pegar todos os côcos.

Eles pularam o muro, subiram a árvore com as sacolas penduradas no ombro e começaram a distribuir o 'prêmio'.

- Um pra mim, um pra você.
- Um pra mim, um pra você.
- Pôh, você deixou esse dois caírem do lado de fora do muro!
- Não faz mal, depois que a gente terminar aqui pega os outros.
- Então tá bom, mais um pra mim, um pra você.

Um bêbado, passando do lado de fora do cemitério, escutou esse negócio de 'um pra mim e um pra você' e saiu correndo para a esquadra. Chegando lá, virou para o policia:

- Ó policia, vem comigo! Deus e o diabo estão no cemitério dividindo as almas dos mortos!
- Ah, cala a boca seu bêbado!
- Juro que é verdade, vem comigo.

Os dois foram até o cemitério, chegaram perto do muro e começaram a escutar...
- Um para mim, um para você.

O policia assustado:
- É verdade! É o dia do apocalipse! Eles estão dividindo as almas dos mortos! O que será que vem depois?

Lá dentro, os dois amigos já estavam quase terminando...

- Um para mim, um para você. Pronto, acabamos aqui. E agora?

- Agora a gente vai lá fora e pega os dois que estão do outro lado do muro...

3 comentários:

Chacate Joaquim disse...

ahahahahahahahahahahahahahahahah......... a alma não pode ser vista nem ouvida além do cormo é por isso que o polícia e o bébado "os dois que estavam do lado de fora" não iam esperar para verem ahahah Jonathan!...

X!mb!t@nE disse...

kakakakakakakaka

Jonathan McCharty disse...

Chacate e Ximbitane,

Este e' um bom reminder para aqueles que gostam de "fussar" onde nao sao chamados!
Um abraco e boa semana!