12 agosto 2009

“O que um Engenheiro Civil pode fazer e o que um Técnico Médio de Construção não pode”???

Esta pergunta deixada no “mural de recados” pelo amigo Ussene é pertinente e, dependendo do ângulo em que a quisermos analisar, alguém poderá classificá-la tanto como “excelente” a “absurda”!! “Cada cabeça, uma sentença”!! Não é como diz o outro?? Mas, vamos lá por partes!!

Antes de mais e, pela “pulsação” que tenho notado, eu gostaria de assegurar “to whom it may concern” que este blog não é contra Técnicos Médios ou “Engenheiros Técnicos” como alguns gostam de se intitular! Este é um segmento profissional importante, para o desenvolvimento deste sector (Construção), em que o país ainda tem muito caminho a percorrer!!

Este aparente “conflito” entre “técnicos médios” e “técnicos superiores”, não se restringe apenas à Construção! Dos meus amigos médicos, juristas, agrónomos, etc, tenho ouvido quase que constantemente, farpas com tons à ostracização, dirigidas aos técnicos médios daqueles sectores! As vezes dá a sensação de haver uma espécie de “tentativa de usurpação de competências”, de parte a parte, daí surgirem perguntas do tipo que o amigo Ussene aqui fez! Vamos lá então, ao cerne da questão!!

Depois da formação, o indivíduo com o diploma na mão, seja “técnico médio” ou “técnico superior”, sabe (ou deveria saber) que “competências” constavam do seu plano curricular e que percentagem delas as terá adquirido na íntegra! Numa postagem antiga aqui neste blog, falei da elaboração de projectos cá em Moçambique e mencionei que, quem controla esse mercado são os "técnicos médios de construção civil". Eu nunca fui aluno de uma escola ou Instituto Industrial, daí não puder falar em nome dessa classe profissional! Tudo o que falo é com base nas minhas constatações no terreno e no tipo de trabalhos que vejo realizados por esses profissionais!

A pergunta que faria a todos os “Técnicos Médios” que eventualmente passem por aqui é: “Será que o Técnico Médio de construção civil está capacitado a elaborar projectos arquitectónicos e estruturais de edifícios? De que tipo de obras? Com que dimensão? O que lhe assegura possuir essas capacidades e competências"??

Falando de mim e olhando para o meu tempo de faculdade, lembro-me de ter tido várias cadeiras de desenho, desde “Geometria descritiva”, “Desenho Técnico”, “Desenho de Construção civil”, “Projecto de Edificios” (nas suas várias componentes), etc, mas será que isso me dá competências de aparecer aqui a dizer que “posso elaborar plantas arquitectónicas”?? Certamente que não!! Independentemente do domínio de programas de desenho assistido por computador como o “Autocad”, “Arquicad”, etc, e do gosto particular de desenhar e conceber coisas, elaborar plantas de edifícios não é a minha praia!! Pelo menos, é assim como penso!! Como disse anteriormente e repito: “Dar a Cesar, o que é de Cesar”!!

Falo aqui concretamente dos “arquitectos”: Essa classe profissional estuda 6 a 7 anos, coisas relacionadas com a elaboração de projectos arquitectónicos! Fazer uma planta não é desenhar essas “caixas de fósforo” que agressivamente nos ferem a vista em todos os cantos das nossas cidades e subúrbios associados! Elementos muito importantes como a estética, integração arquitectónica dos edifícios, iluminação natural, funcionalidade do edifício, hoje cada vez mais importante: a questão ambiental e racionalidade no consumo energético dos edifícios, os custos de manutenção no ciclo da vida da obra, etc, são aspectos que é preciso ter formação apropriada para os poder inserir convenientemente nos projectos!! Os arquitectos são formados para tal e é preciso que cada projectista tenha a decência de não querer esticar a sua perna, mais do que o seu comprimento o permite!!

Se falo de “técnicos médios” e “engenheiros civis” armados em “projectistas”, falo também de “arquitectos” que, sob influência da ganância e do lucro exacerbado querem se armar em “engenheiros estruturais” que é para ficarem com todo o bolo do projecto! Já vi muitos arquitectos acorrendo algumas vezes a mim, para ter noções de utilização de programas de cálculo estrutural como o “Cype” que era para serem eles próprios a calcular as obras que concebiam!!! “Perigoso!! Muito Perigoso!!”

É este tipo de ganância que produz esses profissionais “sabe-tudo” que, ao fim e ao cabo, nada sabem!!

Tal como os médicos, é importante que todo o “projectista” tenha em mente que acima do lucro fácil, a sua actividade envolve “vidas humanas” e “investimentos” de vária ordem, sempre muito elevados!! Existe uma responsabilidade acrescida, para com esta sociedade que nos propomos servir!! É preciso perceber isso com clareza!! É preciso saber que aquilo que concebemos deve servir os seus propósitos, no maior intervalo de tempo possível!! Não é por acaso que outrora, na inauguração de pontes e outras infraestruturas imponentes, o projectista tinha que estar lá embaixo, para que, no caso em que a obra ruisse, ele fosse dos primeiros a sofrer as suas consequências……!!

Mas é verdade que temos que ser pragmáticos e realistas! Em Moçambique, ainda não há técnicos superiores suficientes para cobrir o mercado! Esse mercado continuará a ser controlado por “técnicos médios” por largos anos, independentemente de tudo o que se quiser falar ou regulamentar!! Não se pode dizer que “você pode fazer isto” ou “você não pode fazer isto”, mormente, quando a demanda existente não pode ser satisfeita, de acordo com as condições e limitações existentes no terreno!! O maquinista dos CFM que quer construir sua moradia com as quinhentas que arduamente poupa, continuará a não ter dinheiro para contratar os serviços de um “arquitecto” ou “engenheiro”!! Ele irá inevitavelmente recorrer a um “técnico médio”!!

Daí que, o desafio que se impõe a esta classe profissional é a: “Responsabilidade”!! É preciso que cada “técnico médio” saiba das suas competências e as suas limitações!! É preciso que, em vez de recorrer a um “arquitecto” ou “engenheiro”, apenas para lhe solicitar a assinatura do “Termo de Responsabilidade” do projecto que elaborara (porque senão não passa no Município), que o consulte e se aconselhe enquanto vai elaborando tal projecto!! Que não haja receio ou medo de aprender e melhorar os seus conhecimentos!! É assim que as competências desta classe que, se diga, tem tido sérios problemas na sua formação, irão aumentando e o país que se tem servido dos seus préstimos, poderá sair a ganhar!!!

Cada um, na parte mais superficial da sua consciência e, conforme o diploma que tem, sabe até onde pode esticar a sua perna!! No entanto, o potencial intrínseco de aprendizagem e autodidactismo que nós seres humanos possuimos e muitas vezes está adormecido, é algo que não pode ser limitado por qualquer lei ou norma!! É algo que as pessoas devem ser incentivadas a cultivar (A este propósito de autodidactismo, leia a história de Hamilton Naki)!! But always remember: “RESPONSABILITY”!!!

E, conforme dizia, há Municipios que nem sequer um “engenheiro” ou “arquitecto” têm!! Mas há outros que estão a enrobustecer a sua máquina de recursos humanos! Há outros ainda que já estão a implementar regras rígidas sobre a elaboração e aprovação de projectos! Há Municípios que não aceitam um projecto que não tenha o punho da assinatura de um arquitecto ou de um engenheiro!!!

Essas práticas, a longo prazo é que vão ditar o que um pode ou não pode fazer, a partir daquilo que se entendem ser as competências adquiridas aquando da formação!! “O trigo se irá separando do joio”!! Porque, acima de tudo e, independentemente da “fome” que cada um tem ou traz, o que se quer é o crescimento harmonioso das nossas cidades e a construção de infraestruturas duradoiras, porque só assim é que estaremos efectivamente contribuindo para o desenvolvimento económico da nossa nação!! Este é um sector deveras importante, pela impulsão em cadeia e dinamização que despoleta noutras áreas como materiais, transportes, comércio, florestas, hotelaria, prostituição (porquê não?), etc.

Penso que, em termos gerais, é o que gostaria de partilhar com o amigo Ussene e os demais!!

Abraço e espero ouvir vossas sensibilidades!!!

34 comentários:

Anônimo disse...

Oy eu chamo-me Enio,sou ainda um simples estudante do ensino secundario ,na 12¤ classe e frequento a secçao de ciéncias com desenho,meu grande sonho é mi tornar num engenheiro de renome.... E depois de ler o comentario do dr. N mi lembro o nome n 1 pag,ganhei mais força e intendi k n devemos nos iludir somente belo dinheiro,mas sim ter amor pelo k fazemos,ter consciëncia dos nosos limites e nos capacitar-mos o maximo posivel para o desenvolvimento de todos e de todo..... Saudaçoës a todos os que contribuem para o desenvolvimento do noso pais, principalmente aos ENGENHEIROS

ussezaina disse...

" O QUE UM ENGENHEIRO CIVIL PODE FAZER E O QUE UM TECNICO MEDIO NAO PODE FAZER?"

O colega, amigo Jonathan, espelha um total falta de conhecimento em relacao ao curriculum do ensino tecnico medio civil em mocambique, em particular, dai que vai fazendo comentarios e afirmacoes puramente demagogos. E grave Eng.
Indo directamente a tua pergunta " se o tecnico medio pode conceber e dimensionar um projecto e com que base?", a resposta e - SIM SENHOR, PODE. " com que base ?" - e ai aonde esta a tua maior ignorancia.So um cheirinho das cadeiras do ensino tecnico medio civil - Desenho Tecnico, Desenho Arquitectonico, Mecanica tecnica, Mecanica dos Solos, Materiais de Construcao, Estruturas de Betao Armado, etc. Que instrumentos e que o meu amigo usa para dimensionar senao, REBA ou REBAP actualmente,RESEAP , as tabelas de Marcos, o conhecimento do Desenho Arquitectonico ? Entao, quem lhe disse que o Tecnico Medio nao doptado desse conhecimentos ?
Olha, fale de outras areas, e nao construcao civil. Neste area, voces, os Engenheiros sao mais lacunosos. Voces, nao tem absolutamente nada para dizer aos medios. Uns colegas teus, ainda em estagio, eu os teria chumbada. Sabes o que nao sabiam? - quantificar blocos.
Conselho util, converse com teus colegas que passaram do instituto e dpois foram a universidade antes de fazer comentarios de bruto...
O Estado mocambicano da assinatura ao tecnico medio. O que e que voce acha que ele assina ? - um projecto completo assim como voce o faz. Entao, o que um Eng. pode fazer e um Tecnico Medio nao pode fazer ?
Abraco.
Ussezaina

Jonathan McCharty disse...

Prezado amigo Ussezaina!!

Nao sei se e' o mesmo Ussene, que me inspirou a fazer a postagem que veementemente e de animo muito exaltado agora ataca.

Antes de interpela'-lo, gostaria de esclarecer que "demagogo", pela genese do ensino ter estado virado exclusivamente as elites, era aquele que ensinava as massas, aos desfavorecidos, sem possibilidade de pagar a um instructor!! E', portanto, um termo porreiro!!

Amigo Ussezaina!! Quem sabe ler e le o meu texto, do principio ao fim, percebe sem muito esforco, os pontos que levanto, as questoes que faco e as sugestoes que apresento!!

Ressalvo repetidas vezes, que de modo algum, se pretende atacar os tecnicos medios, nesta postagem particular ou no blog em geral!! O que aqui apresento, nao foi visto na TV!! E' uma imagem realista, constatada no dia-a-dia de trabalho com estes profissionais.

Emprego muitos tecnicos medios, sou consultado por muitos tecnicos medios!! A formacao destes quadros anda mediocre, senao nao estariamos a falar hoje persistentemente da revitalizacao do ensino tecnico-profissional!!

Levantei questoes pertinentes para a concepcao de um projecto arquitectonico, mas nao vi o Ussezaina tocar nelas.

Perguntei, que tipo de obras o tecnico medio esta' capacitado a dimensionar, e nem palavra a respeito!!

Tudo o que diz e' que o tecnico medio mocambicano esta' qualificado a fazer projectos arquitectonicos e estruturais, porque tem esta e aquela cadeira...!!

Entao, encerremos esta conversa, convictos de termos "engenheiros tecnicos" (fica melhor assim, nao acha??) sabichoes e faz-tudo-certo no pais!!

Um abraco e muitos sucessos na profissao!!

ussezaina disse...

Ao amigo "Jonathan"
Gostaria de lhe congratular pelo titulo que das ao seu blog " DESENVOLVER MOCAMBIQUE".
Amigo jonathan, nao se tem questionado a qualidade do tecnico medio como sr Eng.pretende fazer passar. Questina se sim, da qualidade do tecnico mocambicano e o sr. nao esta fora disso . Quando se fala de adequacao do nosso curriculum ao da regiao, nao se menciona do ensino tecnico medio. Me diga sr. Melhor do que ninguem, o sr. devia devia acompanhar essaes acontecimento se e pretender continuar a defender o titulo do seu blog. Cuidaddo com demagogia. Eu pediria que sr. Eng. voltasse a consultar o verdadeiro sinonimo de " demagogia" de acordo com o nosso contexto. Que o diga o sr se a sua universidade nao esta neste momento a passar por reformas curriculares.
Voltando a questao de" O QUE ENG. CIVIL PODE FAZER E O QUE UM ENG. TECNICO NAO PODE FAZER". Na minha ultima intervencao, recomendei ao sr. Eng. passar uma vista de olha ao curriculum do ensino tecnico medio civil em particular porque constava me que o sr. nao tinha patavia conhecimento do assunto que tentava defender dai eu lhe chamar de " DEMAGOGO". Se o fizer, vai concluir que e uma autentica fotocopia do INSTITUTO. Um pouco de "aprofundamento" sim sr. voces o fazem, mas voces nao tem absolutamente nada a dizer ao tecnico medio civil. Eu ainda posso lhe ajudar um bocadinho. Falem de dimensionamento de barragem, falem de dimensionamento de estrututas tendo enconta os agente sismicos, etc. Mas eu pergunto, se dimensiono tendo enconta as sobregargas, que fantasta vai me fazer o sismo ? Ninharias. Numa das suas intervencoes o sr. diz" emprego tecnicos medios, sou consultado por tecnicos medios", e natural uma consulta entre tecnicos da mesma area. Numa das minhas passagens falei lhe de colegas seu que nao sabem fazer " medicoes e orcamentos; como e que vao saber se nao sabem quantificar? como e que vai saber quantificar quando nao sabem que os blocos sao qunticados em area ? Um colega teu em fase de estagio ia me quantificar os blocos usando a area do bloco.Mas porque ? pergunto eu. Nao sabe usar tabelas de rendimentos. Eu podia lhe ilucidar ainda mais absurdismo do genero, mas deixe me fazer intender que nao estou a generalizar a questao, pois nao sei qual e o curriculum de contabilidade ou outras areas em fim. Quanto a Eng. civil, esquece meu irmao. Prova disso, me diga colega como e que aparecem os anuncios de emprego ? " PROCURA SE UM ENG. CIVIL OU ENG. TECNICO",porque ? porque esses dois comutam se.
Na sua primeira intervencao, foi muito contundente. Creio que um colega nosso teria lhe tirado o biscate" Projecto".
Um abraco, o titulo do seu blog, obriga lhe a ler mais para falar com conhecimento de causa sob pena de ser um demagogo.

Jonathan McCharty disse...

Sr. ussezaina,
Se tivesses tido cuidado na leitura, terias percebido que ninguem esta' contra os "tecnicos medios", e esta postagem e' evidencia disso!! Tens aqui sugestoes de varia ordem, para melhorar a performance dos nossos tecnicos medios, que sem sombra de duvidas e' mediocre! O relato que vem aqui neste blogue e' real, baseado em questoes do dia-a-dia!

Na minha vasta experiencia de trabalho, ainda nao encontrei um "Eng. Civil" que estivesse preocupado em ser "Tecnico Medio"!! O inverso, voce pode responder para os seus botoes!!

Vejo que tas muito interessado q sejas tratado como "Engenheiro Tecnico"!! Sr. ussezaina, meta na tua cabeca q voce nao tera' um titulo academico, "porque nos anuncios de emprego, escrevem assim ou assado"!! Se voce de facto foi graduado nalguma instituicao, entao leia bem o certificado/diploma que recebeu!!
Na Republica de Mocambique, os graduados dos institutos sao "Tecnicos Medios", ou seja, tem um nivel equiparavel ao do graduado da 12a classe!! Se quiseres ser "Engenheiro", sabes bem em que portas e' que deves ir bater, fazer exames de admissao, aquecer as nadegas nos bancos e torrar os neuronios por mais 5 anos (no minimo, e se a cabeca te ajudar) depois de receber o teu certificado de "Tecnico Medio de Construcao Civil"!!

Falas com muita autoridade de "contagem de blocos"!! Deves acrescentar a essa tua lista, tambem "contagem de ferros" e "transportar a pasta do Engenheiro"!! Porque voce, melhor do que ninguem, sabe que as tuas competencias vao ate' ai e esse e' que e' o teu trabalho!! Agora, nao te metas a falar de "dimensionamento sismico de edificios", porque nao ha' melhores oportunidades para alguem ficar calado!!

Porque voce e' formado para auxiliar na construcao, e' logico que precisas de "nocoes basicas" de como as coisas funcionam!! "Nocoes basicas" e' isso que tu tens!! Nao vale a pena te stressares com esse teu "cantar de galo"!! Tu que es um "tecnico medio muito competente", devias ir gritar a porta do Conselho Municipal de Maputo, por nao aceitarem projectos que nao levem a assinatura de um Engenheiro ou Arquitecto!! Devias ir la' reclamar para nao tomarem as tuas "competencias" como "nocoes basicas"!!

Outros municipios que estao a expurgar-se de "tecnicos medios" de competencia duvidosa, vao seguir o mesmo principio e ai pode ser tarde, para voltares a escola...

Estou a escrever, para aqueles que quiserem aprender, aprenderem algo. A qualidade dos projectos elaborados por "tecnicos medios" tem sido uma lastima!! Copiam um pilar ou uma viga de um projecto para outro, alegando com as "estruturas sao similares"!! Tenho tido a mesa "projectos" (se se pode atribuir esse nome), ja' aprovados por alguns municipios irresponsaveis, em que os donos de obra querem um orcamento para apresentar aos bancos, para obtencao de creditos!! Um individuo olha para aqueles ditos "projectos" e pergunta onde esta' o calculo estrutural e respectivas pecas desenhadas!! Tem um pilar 20x20, uma viga 30x20 e uma sapata 60x60. Nao interessa quais sao os vaos, nao interessa as cargas, se o edificio tem asnas ou se tem lajes. O "projecto" e' essa sequencia de "copy pastes", (porque naquela obra tambem tinham sido adoptados esses elementos estruturais).

E, esta nossa discussao se esvazia completamente, quando voce, na tentativa de criar um blogue (dois blogues, veja-se), voce atribui-lhes exactamente o nome do meu blogue "DESENVOLVER MOCAMBIQUE"!!! Voce e' tao "competente", que tem que copiar o nome de um blogue alheio, incluindo o seu URL, com pequenas alteracoes!!

Seja quais forem as tuas intencoes, do teu punho, te reduzes a tua propria insignificancia!!

DISCUSSAO ENCERRADA!!!

Jonathan McCharty disse...

Caro Enio,

Quero te dar as boas vindas a este espaco que tambem e' teu!! Sinta-te a vontade para questionar tudo o que achares pertinente!!

Desejo-te todo o sucesso na tua formacao escolar e academica, e que te tornes num Engenheiro de "mao-cheia", nao so' preocupado em arrecadar dinheiro, mas consciente do seu papel na sociedade e responsabilidade para com o pais!!

Um abraco, jovem!! E forca!! Nunca deixes que alguem te diga "Tu nao podes.."!! Tudo o que quiseres ser, so' depende de ti!!

ussezaina disse...

Ao amigo e colega "Jonathan"

Quero acreditar que o amigo e colega jonas "Jonathan" e engenuo e insignificate mesmo. E ingenuo quando agora aparece a esconder a cabeca com o rabo fora, do tipo de rato quando diz " ninguem esta contra os tecnicos medios" esquecendo se a causa deste embrogrio. Fica reduzido a insignificia quando pensa que ser eng. em mocambique e coisa do outro mundo e os outros lhe vem nu e esbelto como se fosse um pilar. Ainda mais quando nao sabe que os ulltimos escrutinador dos tais projectos que refere sao assinados pelos teu incompetentes colegas de carteira, de la da UEM. Acredita que eu ja ia cumbando um colgega teu em pleno estagio pelo simples facto de nao saber "QUANTIFICAR" blocos e nao "CONTAR" como o colega jonas faz mencao; " QUANTIFICAR" e para efeitos orcamentais e " CONTAR" e o que teu colega possivelmente esteve a fazer. Aprenda sr. jonas e voce nao sera o primeiro dos que ensino nesta area.
Voltando ao assunto em questao," O QUE UM ENG. DE VERDADE PODE FAZER E O QUE UM ENG. TECNICO NAO PODE FAZER", o sr. ainda nao disse absolutamente nada. O sr. eng. quando fala, tem que ter sustentaculos, e assim que falam pessoas educadas que eu conheci;
Veja que toda a minha aparicao, e tentar responder as suas questoes desde o texto gerador dessa bate papo, mas no teu caso concreto, tudo debandado, inspirado pelo engodo de grandeza.
Falando em experiencias, o ussezaina em causa, ate conta no seu curriculum com internacionalizacoes para alem de obras de referencias em mocambique.
Eng, fale com conhecimento de causa.
De criacao de blogs, nao vou vou ser crucificado pelo facto de nao seber criar um blog por que afinal de contas um certificado nao ostenta " PROGRAMCAO DE COMPUTADR", o que muito de voces perdem muito tempo a " investigar".
Espero que os anuncio do NOTICIAS nao vao lhe cria "HBP".

UM ABRACO

Jonathan McCharty disse...

Voce comeca com ataques pessoais e depois quer se fazer de vitima?
Se voce nao sabe alguma coisa, nao custa nada perguntar!! E' o que tenho estado a sugerir aqui aos tecnicos medios!!

Falei de "projectos" elaborados pelos teus colegas, que nao sao outra coisa senao "copy e paste"!! Queres fazer um blog, e a primeira coisa que te vem a cabeca e' "copy e paste"!! Se nao sabias, fica sabendo que podes atribuir qualquer nome aos teus blogues!! Nao precisas fazer o mesmo que o pessoal do teu grupo profissional anda por ai a fazer!! "Copiar, copiar, copiar..."

ussezaina disse...

Ao amigo Jonas

Nunca houve ataques nenhuns meu irmao. Ninguem pode fazer o " copy & paste" como voce afirma, se considerarmos que esses tecnicos que fazes mencao sao dotados de conhecimento para o fazer, sao conferidos assinatura pelo ESTADO na mesma instituicao" MOPH" que se calhar o sr. jonas o e. Se o No. de inscricao do sr Jonas for 0020, o do ussezaina possivelmente seja 0010 porque graduo primeiro. Nem todos os Eng. tecnicos sao bons assim nao o sao os Eng. de Verdade. Ate que o amigo Jonas pode ser bom mas o teu colega de carteira fazer o " copy & paste" do seu projecto. Quantos colegas seus nao fazem " copy & paste" dos projectos de defesa de outrem ? Quantos ? Cuidado so Eng...! Fale para aqueles nao sabem nada desse mundo macabro.
O modo de aquisicao de conhecimento actualmente e vasto; ha tecnicos que usa e ensinam os CIP,ARCHICAD E companhia mas nunca estiveram ai na sua universidade. O importante e a base, o abecedario das coisa. De resto e sabedoria e inteligencia de cada um.
Nao faca confusao - investigar nao e re-resolver integrais de " DEMIDOVITCH". Eng, quero ver o seu projecto, designado e executado por te ; estou a espera.

BOM trabalho Eng. nao ha stress, vai chegar ate la.

Jonathan McCharty disse...

Amigo Ussezaina,

Vejo que, nao sei por que cargas de agua, passaste a tratar-me por Jonas!!

A abordagem que trouxeste a este debate, tem sido problematica, desde o primeiro momento!!

Podiamos ter tido uma discussao civilizada e constructiva, para melhorarmos o q vai mal neste sector de construcao em Mocambique!!

Ao contrario disso, e apesar da minha calma inicial, continuaste a atirar pedras!!

Apareces aqui todo pavao, gabando-se que os "Tecnicos medios" fazem isto e fazem aquilo!! Acho que a gente nao pode estar a falar do mesmo pais!! Como em qualquer parte, ha' excessoes e ninguem pode negar que haja "Tecnicos medios" competentes, que acumularam experiencia e aprenderam ao longo do tempo!! Se leste o tal texto em que dizes que escrevi "porque algum dos teus colegas me arrancou um biscato", has-de ver que faco mencao a este segmento restricto!! Pelo seu nr. reduzido, encontra-los nao passa de procurar agulha em palheiro!!

Queres vender uma imagem de competencia generalizada de "Tecnicos medios", totalmente irrealista e inexistente!

Cabe mesmo na tua cabeca, que um Engenheiro Civil ha-de ter inveja ou querer ser um Tecnico Medio?

Tu ao contrario, mostras um odio tremendo pelos Engenheiros!! Vejo como falas com desdem dos miudos q dizes passarem por ti no estagio!! Sera por saberes q mais dia,menos dia, serao os teus chefes?

O Eng. esta' preparado para aprender! Por isso e' q, antes de comecar a calcular, abre a sua cabeca com conceitos matematicos e fisicos avancados, para perceber a dinamica das estruturas com que ira lidar para o resto da sua vida.

Estas a te esforcar em equipar "micro" com "tera", nao percebendo ou fingindo q as grandezas sao diferentes!! Seja la' o trabalho q fizeres, da para ver q es daqueles "Tecnicos medios" que exigem q todo o mundo a sua volta lhes "deve" tratar de "So' engenheiro", hehe.

Eu nao estou preocupado contigo, meu irmao!! Quando te despires do teu ego e quiseres discutir com franqueza o problema do teu sector, eu estarei aqui de portas abertas!!

E, faz-me-la um favor: "Arranja outro nome para os teus blogues"!!

Um abraco

ussezaina disse...

Ao amigo Jonas

E assim mesmo que nos somos tratados" Eng. Tecnico". Creio que na tua empresa se e que e de grande dimensao como a minha tambem assim sao tratados os meus colega e voce sabe muito bem disso. Essa designacao ja existiam quando eu tinha anos. Agora tenho 38 para a tua informacao. Para a tua satisfacao, va e compre um altifalante e va gritando para o mundo fora" nao aceitem projectos desses gajos porque sao incompetentes..... eu o jonas e que so eng. de verdade...." ai sim sr vai conseguir.
Enveja de tipos que a diferenca de salario e 5%, nem pensar. E se o tiver...!
Nao tenho inveja meu irmao.... no mundo capitalista ganha se pelo que se faz, pela producao e pelo saber....
Mas me diz, voce que torrou rabo, 5 ou 6 anos a fazer o que voce hoje nao sabe e os outros que fazem isso em 2 anos e a distancia numa " PENN FOSTER COLLEAGE" por exemplo quem e bom?
Deixemos disso, um dia vais cair de costas... ha pessoas que so defende causas justas, nao porque nao sao o que vce e....
Olha eng. fale me um pouco ANET,nao percebo de um assunto e assim que faco...
Em relacao ao nome do seu Blog " DESENVOLVER MOCAMBIQUE", volto a lhe dar nota 20/20. Comenteu o numa das minhas aparicoes...

Abraco Eng.

Jonathan McCharty disse...

Amigo Ussezaina,

Disse-te repetidas vezes, que nada tenho contra os tecnicos medios! Este e' daqueles casos classicos em que se usa a expressao "nao aquece, nem arrefece".

A minha preocupacao foi a de realcar, com base na minha experiencia de trabalho, como melhorar as competencias neste sector, para o bem do pais e dos cidadaos q se beneficiam dos seus servicos!

Quem segrega os profissionais deste sector nao sou eu. Sao os municipios, e' o proprio MOPH. Se, como referes a tua empresa e' grande, tratando-se de empreiteiro, acredito q teras um Alvara superior a 3a classe. Se for o caso, nao tens possibilidade de assinar pela tua empresa. Teras q recorrer a um Engenheiro ou Arquitecto.

O termo "Engenheiro Tecnico" e' um eufemismo que algumas pessoas andaram a adoptar, para engrandecer os seus egos e espirito, e melhorar seu prestigio social, mas a realidade e' que, nenhuma instituicao academica/educacional atribui esse "titulo"!! E' o q tenho estado simplesmente a mencionar!! Nao ha interesse algum em arrancar o osso a quem quer que seja!!

Um abraco e bom trabalho!!

ussezaina disse...

Ao amigo Jonathan

Bom, nao sei o que e que o amigo jonathan chama de experincia. Na minha optica, experincia e fazer muita coisa diversificada em pouco ou muito tempo. Nao sei se colega acha que experincia e fazer 25 anos a supervisionar o assentamento de blocos. Ate que pode ser, mas so tens experincia em assentamento de blocos. Agora , eu nao sei o que e que o colega pretende aqui fazer entender.Mas deixemos isso aparte. O Eng. ainda nao disse " O QUE UM ENG. DE VERDADE PODE FAZER E O QUE UM ENG. TECNICO NAO PODE". Eng, e aqui aonde esta a verdade material. Nao quero com isso dizer taxativamente que os tecnicos medios sao equiparaveis aos superiores, de maneira alguma, mas tambem que nos convencam. No terreno, nem sabem implantar uma obra para nao falarmos de lacunas serias em disposicoes construtivas. Como e que voce sabe dimensionar mas nao conhecem o essencial - disposicoes construtivas.Isso e serio e o Eng. Jonathan sabe disso. Eng, temos que dizer as verdades para o bem daquilo que e o seu ego." DESENVOLVER MOCAMBIQUE".
O Eng. sul africano ou ate o portugues sabe operar uma dumper, ensina te a usar o martelo..... eng, aonde vc teve pratica para saber usar o martelo ou pensam que voces estao para "investigar". Investigar o que ? Na minha andanca em construcao em mocambique nunca usei um desenho concebido por um mocambicano. Se o fiz era uma caixa de fosforo mas ate inexequivel. Isto e verdade Eng.O vosso abecedario e o martelo, a pa..... mais do que ninguem voces deviam saber usar melhor um martelo para poder ensinar as pessoas e evitar acidentes de trabalho.
Na minha longa experiencia, achei patetica a ineficiencia dos eng.
mocambicanos...

Abraco Eng.

Jonathan McCharty disse...

Amigo Ussezaina,

Votos que estejas a passar uma optima Semana Santa!

A medida que este debate se prolonga, fico com a impressao que o amigo esta' entrar em redundancia ou se esqueceu completamente o que esta' na origem deste artigo e aqui em discussao.

Para evitar mais equivocos, vou voltar a elucida'-lo, mas aconselhando-o a reler o texto:

Se percebe o que esta' escrito, sem muito esforco entendera' que eu, apesar de ter tido cadeiras de Desenho Tecnico e Geometria Descritiva no ensino Secundario (3 anos), as mesmas cadeiras incluindo, Desenho de Maquinas, Desenho de Construcao, Projecto de Edificios, etc, no ensino universitario (5 anos), considero que a "Elaboracao de Projectos Arquitectonicos" e' trabalho para os "Arquitectos"!! A argumentacao para tal, encontra-se patente no texto!!

O meu trabalho e' calculo estrutural, hidraulico, hidrologico, avaliacao economica, execucao e supervisao de projectos de varia ordem!!

E' para isso que fui formado e e' nisso em que tenho trabalhado.

Adam Smith ja' defendia em 1776 a "Divisao do Trabalho", como um meio para atingir a "Profissionalizacao"!! O caminho do futuro e' aquele em que, com o aumento de quadros competentes, o Eng. se restringira' ou ao calculo estrutural de edificios, ou de pontes, ou de estradas, etc, ou seja, as areas de accao se irao afunilando!!

Com este todo rol de trabalhos, o Engenheiro que se preza, nao tem tempo para andar a desenhar "caixas de fosforo"!! O tempo que se gasta nem sequer compensa a remuneracao do Engenheiro, nem ninguem estaria a altura de pagar!!

Agora, o amigo Ussezaina, tem estado aqui a defender que o "Tecnico Medio" faz tudo!!

A pergunta que fiz, citando o texto, e quem tem que responder es tu e nao eu, e' a seguinte:

"Será que o Técnico Médio de construção civil está capacitado a elaborar projectos arquitectónicos e estruturais de edifícios? De que tipo de obras? Com que dimensão? O que lhe assegura possuir essas capacidades e competências"??

Tenha uma optima Pascoa, meu irmao!!

Jonathan McCharty disse...

Nos vivemos num pais onde as pessoas estao mais preocupadas em titulos (que muitas vezes nem sequer teem), em vez do trabalho propriamente dito!

Numa sociedade organizada, a "Divisao do Trabalho" e' fundamental para se atingir a "eficiencia" e se aumentar a "produtividade"!! O nosso ensino deve evoluir para o estagio em que as competencias de cada sector estejam claramente definidas!

O trabalho de um Engenheiro, em qualquer pais, desenvolvido ou nao, nao e' operar maquinas! O que ele faz e' alocar esses equipamentos para executar determinadas tarefas! Quem opera esses equipamentos ha-de ser um individuo formado numa escola tecnica ou industrial!

Se o amigo Ussezaina prestou/prestar atencao, ha-de reparar que os portugueses ou sul-africanos que diz operarem uma dumper, nem sequer sao Engenheiros. Esses regra geral sao meros tecnicos, formados para serem operacionais, "foreman" nas obras. Digo-o com conhecimento de causa, por inumeros trabalhos realizados com multinacionais. Mas aqui, qualquer branco na obra, e' Engenheiro..., principalmente aos olhos dos que nao o sao!!

Ja' este mesmo individuo nao tem ideia nenhuma do dimensionamento de um betao betuminoso ou da interpretacao dos resultados dos ensaios laboratoriais. E' ai onde aparece o Engenheiro, e' ai onde se materializa a "divisao do trabalho"!!

Nao teem todos que fazer as mesmas coisas!! Teem e' que saber as suas competencias e executa-las com afinco e perfeicao!!

Votos renovados de uma Feliz Pascoa!!

ussezaina disse...

Ao amigo jonathan
Quero perceber que o colega ou amigo jonathan, faz comentarios de maneira atabalhoada e incoerente ou faz uma fifia, mas bom, e assim
mesmo - a caravana passa e os caes ladram. O titulo de eng. Tecnico e juridica e universalmente reconhecido. Nos estados unidos chama se " eng. Technician", em portugal, consulte " anet".
Segundo algumas estatisticas, ate chegam a ganhar mais do que os proprios "eng de verdade" por causa da sua produtividade, rentabilidade e versatilidade. A guerra de eng. Tecnicos e " eng de verdade" nao e de hoje e nao e so de mocambique. Ja na africa do sul, os tipos com o " technikon" sao os mais preferidos por causas que acabei citando acima.
Agora, se ha encarregados brancos sao tido como eng, essa e sua cisma. Os eng que por vontade e conhecimento operam maquinas e foram re- treinados para supervisionar ou ensinar os operarios a fazerem a cofragem na minha empresa sao "eng de verdade".

Abraco eng.

Jonathan McCharty disse...

Amigo Ussezaina,

Vejo que esta esta' a tornar-se na batalha da tua vida, hehe!!

Mas nada estas a acrescentar para o cerne da questao aqui em debate!! Estas pura e simplesmente a querer provar as tuas credenciais e assegurar o teu "estatuto forcado" de engenheiro!

Dizes que respondo de forma atabalhoada, mas comeco a ver que, por razoes alheias a minha pessoa, nao entendes patavina do que tenho estado a dizer!!

Se eu e' que tenho estado a fazer comentarios de forma incoerente, gostaria que me elucidasses, onde esta' a tua resposta a pergunta feita no meu penultimo comentario, que volto a repetir:

"Será que o Técnico Médio de construção civil está capacitado a elaborar projectos arquitectónicos e estruturais de edifícios? De que tipo de obras? Com que dimensão? O que lhe assegura possuir essas capacidades e competências"??

Abraco e tenha uma boa Pascoa!!

P.S- Gostei deste teu novo conceito "eng. de verdade", hehe!! Estive a perguntar-me, quem seriam os "eng. de mentira", hehe!!
Se estes teus "eng. de verdade" sao Tugas como o Ussezaina parece ser, agradecia que indicasse a instituicao de ensino superior (Universidade de Aveiro, Porto, Instituto Superior Tecnico, etc) onde se formaram e, em que ano curricular consta "operacao de dumpers"!! Ja agora, diz-me la qual e' o nome da tua "grande empresa" ai em Nampula!!

ussezaina disse...

Ao amigo jonathan
As perguntas do tipo" qual e universidade que ensina a operar dumper" sao proprias de tipos ingenuos e insensantos.
Quando se debate questoes de dimensao nacional como quero perceber que e o seu ego , nao descrimine as pessoas, muito menos os portugueses.
Eu creio que as suas perguntas foram taxativamente respondidas quando eu mencionei as disciplinas que sao "dadas" no instituto ; falei de fotocopias daquilo voces dao la na uem..... Mas bom, e assim mesmo - intende se mal e escreve se mal.
Nampula, hehehe deixe os macuas em paz.

Abraco jonathan



s pessoas e muito menos os portugueses

Jonathan McCharty disse...

Amigo Ussezaina,

Nao vais desaparecer assim de mansinho, sem responder a nada e evocando argumentos fracos como estes que apresenta.

Quem trouxe Portugueses e Sul-africanos a este debate nao fui eu! Foi o amigo, so que agora nao consegue responder a pequenos detalhes e prefere trazer estes subterfugios todos!

Falas de ingenuidade da minha parte, o que da' para perceber que nem sequer entendeste o alcance da minha pergunta!

Se a tua mencao as disciplinas, so' isso, responde as minhas perguntas e qualifica o "tecnico medio" a fazer projectos, entao, definitivamente, as nossas linguagens sao diferentes e podemos encerrar este debate!!

Abraco e bom trabalho!!

P.S- Se "intendo" e escrevo mal, quem passar por aqui, ha-de perceber que tens definicoes proprias para a palavra "ego"!!

ussezaina disse...

Ao amigo jonathan

Bom dia , boa tarde , boa noite
Entao como vai brother, acredito que esteja a passar bem o dia da mulher mocambicana.
Escrevo te para dizer que existo e os nossos debates sao muito importantes para a sociedade academica tanto mocambicana assim como internacional porque afinal de contas essa questao de " eng. Technician e eng" nao e so de interesse nacional.
Estou de malas aviadas em mais uma jornada; quando tiver um pouco de folego voltamos as nossa sessoes.
Nao costumo desaparecer assim tao " mancinho".
Todos temos ideas, replicas, criticas, mas so nos os dois e que escrevemos.......

Abraco. Eng

ussezaina disse...

Ao amigo Jonathan

Ora bem,
Quero aqui mais uma vez realcar que, ninguem e " Eng. Tecnico" e que queira ser chamado " ENGENHEIRO".
Que o titulo " Eng. Tecnico " do ingles " Eng. Technician" existe, sim sr, existe e e daddo aos individuos com o ensino medio profissional concluido. Nao o ensino medio secundario. Essses sim sao, pre - universitarios.
Nao ha nenhuma equiparidade; e como que um tenha feito ciencias e o outro letras.
Os Eng. Tecnicos usam principios e teorias de ciencias, engenharia e matematicas para resolver problemas tecnicos nas pesquisas,construcao civil e outros. Auxiliam os ENGENHEIROS, sim senhor, mas tambem concebem e dimensionam. E por isso que sao chamados de " Eng. Technician" e nao " ENGENHEIRO"
Se concebem e dimensionam, sim sr. concebem e dimensionam. " mas que tipo de obra ? ", essa foi a pergunta do amigo Jonathan. Bom, fiquei sem perceber, mas enfim, ate ao 4 andar se a memoria nao me falha.
Portanto e esso.
Muitas figuras emblematicas do nosso pais sao assim chamadas. Consulte in " QUEM E QUEM NO NOSSO NOVO GOVERNO". Veja tambem o Eng. Socrate.

Abraco Eng.

Jonathan McCharty disse...

Amigo Ussezaina!

Espero q tenha tido uma produtiva jornada de trabalho e, tal como eu, tenha passado um bom feriado "da Mulher Mocambicana"!

De um ex-colega da faculdade, que tinha paddado pelo Instituto, soube que o tecnico-medio poderia dimensionar um edificio de ate' ao 3 andar (o amigo diz 4o andar).

Mas isso tudo sao detalhes irrelevantes!

O que acho pertinente e' saber, em virtude de, como tenho estado a referir, municipios como o de Maputo se recusar redondamente a aceitar projectos assinados por tecnicos-medios, que passos estarao eventualmente a ser tomados por esta classe profissional, para exigir o reconhecimento das suas competencias e salvaguardar os seus direitos profissionais? O amigo sabe dizer se existe alguma accao em curso?

Talvez, por heranca colonial, a questao dos titulos academicos e' sobrevalorizada por estas bandas! Os brasileiros levaram a coisa 'a outra dimensao: basta ter dinheiro, para ser chamado "doutor isto" e "doutor aquilo"!! Eu uso o meu titulo apenas em correspondencia. Quem trabalha comigo, tem a prerrogativa de me tratar apenas pelo meu nome! Isso, em nada diminui o meu trabalho e as minhas competencias!!

Se o amigo quer que o trate por engenheiro, tudo bem! E' so dizer se quer com maiusculas ou podem ser minusculas! E, uma coisa boa e' tambem usar esse titulo em toda a sua correspondencia, nao va alguem quer trata-lo de forma inapropriada!

Um abraco e votos de bom trabalho!! O pais precisa de mao de todos!!!

ussezaina disse...

Ao amigo Jonathan...

Entao como vai " ENG".
Quero acreditar que agora estamos a" bater um papo" um tanto ao quanto inteligente, mas ainda continuamos a pecar pelo facto de nao sermos coerentes. Mas bom, e assim mesmo; e proprio do ser humano - o egoismo, etc.
Quando se debate questoes de indole internacional ou nacional e bom realcar factos reais para sustentarmos as nossas bases, e muito bom.
Quando digo que os tipos que tenham feito os " TECNIKON" na africa do sul sao juridicamente chamados de " ENG. TECHINICIAN", e uma realidade; quando digo que em portugal exite " ANET" - associacao dos eng. tecnicos, e uma realidade, etc.
Eu gostaria que o amigo viesse aqui a dizer" e mentira.... nao e verdade...". De outro modo, estaremos aqui a fazer " badaladas de vento"
Eu aqui, ussezaina em pessoa, trabalhei e trabalho com muito colegas teus de la da UEM como " ENGENHEIROS RESIDENTES". Ja fiz uma estrada sem design porque os tipos nao sabia fazer o design de uma estrada e queriam a nossa experiencia como EMPREITEIROS. Os tipos nao tem nenhuma solucao tecnica como eng. O que sabem sim, e fazer relatorio do progresso da obra. Isso sim sabem.
Amigo, paremos com esses podres....
Eu sei muito bem o que um eng. da UEM pode ou nao pode fazer numa obra. A vossa grande lacuna, esta na vossa pratica no terreno. Voces nao tem patavina de pratica nao obra como engenheiros, nao tem. Ir a barragem de macaretana uma vez em 5 anos que voces passam a torrar o rabo na carteira da UEM, de maneira nenhuma podes vos fazer um engenheiro de qualidade, nem pensar.
Agora, quem e mesmo incompetete, os Eng. Tenicos ou os Eng. de Verdade ?!
Ninguem que e Eng. Tecnico e que queira ser chamado Eng. de Verdade, ninguem; fique sossegado.

Abraco Eng...

Anônimo disse...

voçês os dois deixem de ser uns tagarelas e digam coisas construtivas.

Sr engenheiro e Sr. técnico, continuem com o bom trabalho.

PS: Sr. eng. espero que não tenha nada contra os portugueses, porque da maneira como fala dá a entender que tem um pouco de racismo e só o sr. é que sabe fazer tudo e tem razão em tudo.

SEJA MAIS UMILDE

Anônimo disse...

Por casualidade encontrei este debate, que li com bastante interesse e não pude de vez em quando deixar de sorrir, sobre alguns argumentos esgrimidos.
Acabei por não perceber se os Eng.º Técnicos em Moçambique formam-se com mais 3 anos após o 12º, julgo ser isso?
Eu sou Eng.º Técnico Civil, tirei o curso de 3 anos, e resolvi tirar posteriormente a licenciatura com mais 2 anos de estudos.
Pela minha experiência académica, posso dizer que na licenciatura, abordei matérias novas (dimensionamento obras arte, barragens), aprofundamento de algumas matérias já estudadas e repetição de matérias anteriormente abordadas.
Não acredito em super-eng.ºs, quem quer abraçar muitas áreas, e no universo da engenharia existem muitas áreas, não consegue ser bom em nenhuma.Concordo que cada macaco deve estar no seu galho, arquitectos fazem arquitecturas e eng.º dimensionam.
Pela experiência que tenho, já apanhei bons profissionais quer sejam eng.ºs licenciados ou técnicos e o oposto.
Um canudo por si só não significa nada, ou melhor significa muito pouco, a experiência na minha óptica tem um grande peso no valor do eng.º e também a parte humana, não só nos eng.ºs como em qualquer profissão.

Jonathan McCharty disse...

PRezado "Anonimo 1",

Obrigado pela visita ao blog e comentario deixado!
Este debate e' daqueles que, em minha opiniao, nunca chegou a "engrenar" por diferencas claras na abordagem ao assunto!!
Portugal e' um pais irmao, cujo estatuto especial no conjunto das nacoes esta' claramente expresso na nossa constituicao!! E' isso que eu e acredito, grande parte dos Mocambicanos pensa e sente!! Se alguma hostilidade tera' sobressaido dos meus comentarios, so' tenho a apresentar as minhas desculpas ao povo Portugues, com o qual ate muitos de nos temos lacos familiares!!

Abraco e bom trabalho para si tambem!!

Jonathan McCharty disse...

Estimado "Anonimo 2",

Obrigado pelo comentario e pela partilha da tua propria experiencia academico-profissional.
Relativamente ao Ensino Tecnico em Mocambique, o processo comeca nas "Escolas Industriais e Comerciais" depois de terminar o Ensino Primario do 2o Grau (7a Classe). Segue-se uma formacao de 3 anos, o que, para aqueles que optam pelo "Ensino Secundario Geral" depois de fazer a 7a Classe equivaleria a 10a Classe concluida!! Estes individuos e' que concorrem ao "Instituto Industrial e Comercial" e terminam a formacao ao cabo de 3 anos, dai que o Ministerio da Educacao lhes confere uma equivalencia de "nivel medio", ou seja, o mesmo de um individuo que terminou a 12a Classe no Ensino Secundario Geral. Se o individuo pretender ingressar na universidade tem que passar o exame de admissao e comecar tudo do zero, sem equivalencias nenhumas!!

Esta e' mais ou menos a ideia geral que tenho sobre a progressao no ensino tecnico, mas se houver alguma falha na minha explicacao, penso que os "membros da classe" virao corrigir-me!!

Pelo que vejo, as coisas sao um tanto ao quanto diferentes ai em Portugal.

No que se refere a sua constatacao no mercado de trabalho, concordo plenamente consigo!!

Um abraco e nao exite em aparecer mais vezes!!

Jonathan McCharty disse...

P.S - Nao admira que nessas circunstancias, o "debate" (se e' que se possa dar esse nome) flua como flui!!

Anônimo disse...

Boa Noite, chamo-me Jonas.

Caros comentadores, não precisamos de ter os animos agitados.

O post efectivamente possui alguns equivocos.

Os tecnicos médios ou engenheiros técnicos, são sim autorizados a elaborar projectos de construção civil ate uma determinada complexidade que não posso precisar de momento, do mesmo modo que Engenheiros civis também o podem fazer e assim o é até em países do 1 mundo

Arquitectos podem dirigir obras e calcular projectos de pequena complexidade embora pelo grau de dificulades muitos não o façam.

Por favor todos nos somos uteis ao nosso pais e juntos vamos desenvolve-lo. Tecnicos médios a projectar moradias, engenheiros pontes e arquitetos shoppings...

P.S. - SOu estudante de Eng Civil, trabalho em estruturas e projectista freelancer

Atanazio Zandamela disse...

estava eu a ler estes comentarios todos.sou tecnico medio e agora a fazer a lincenciatuta.
aprendi muito com todos os vocos comentarios ate porque tinha essa duvida a respeito aos tecnicos medios e eng.a verdade e unica fiquei com mais animo para continuar a minha jornada nessa area.abraco

Anônimo disse...

Derepente entrei neste blog e achei o tema muito interessante li toda a vossa conversa e algum de vos disse que no mundo em que vivemos hoje em dia esta e' interessado no canudo/titulo, segundo a minha opiniao valharia mais e' pela pratica e acredito eu, que nos institutos encontramos isto.

Anônimo disse...

O sr Jonathan falou de "nao dever esticar muito a nossa perna", eu perguntaria porque nao? Porque nao conhecer mais....? Nao so estar limitado numa determinada area.

Anônimo disse...

Ora viva meus amigos e caros colegas,acabo de fazer uma leitura cuidadosa em relacao aos vossos comentarios e tenho a dizer que pela esperiencia propria em que sou formado pelo instituto como tecnico médio e tambem pela UEM como enginheiro Civil é muito lamentavel quando um tal que se diz de ser enginheiro civil tenta negrir a imagem de um tecnico médio esquecendo que esse mesmo tecnico é quase o suporte do enginheiro superior no terreno.
Pela experiencia propria cheguei a ter pena de alguns colegas meus no terreno que so limitavam em dimensionamentos enquanto eu pela boa formacao que tive no instituto e completando com superior tudo estava ao meu alcance. Devemos parar de desvalorizar os nossos compatriotas médios porque sem eles é quase impossivel os superiores trabalharem ao contrario dos médios em que na ausencia dos superiores é quase nula a sua falta.
No que toca a interpretacao das plantas de qualquer coisa que seja nos os superiores ficamos muito limitados e quase impossivel em orientar um mestre de obra p a sua execussao.
A VERDADE DOI MAS É NECESSARIO SER DITO E NAO SEJEMOS IGNORANTES PERANTE A REALIDADE, É CLARO QUE EXITE A DEFICIENCIA NA PERCEPCAO DA MATERIA DURANTE A FORMACAO EM QUE UM INTENDE MAIS RAPIDO EM RELACAO AO OUTRO MAS NAO É O MOTIVO DE SE HUMILHARMOS.
TENHO AS QUALIFICACOES QUE TENHO HOJE GRACAS EM PRIMEIRO LUGAR AO INSTITUTO INDUSTRIAL E COMERCIAL DA BEIRA E EM SEGUNDO A UEM.
Abraxox a todos profissionais da area de construcao, seja ela superior ou médio.

Anônimo disse...

Tres (3) anos depois de ter levantado esse questao " O QUE UM ENGENHEIRO DE VERDADE PODE FAZER E O QUE O ENGENHEIRO TECNICO NAO PODE FAZER" passei por este blog " DESENVOLVER MOCAMNIQUE" do meu " amigo" Jonothan.
Li aqui alguns comentarios de ENGENHEIROS DE VERDADE E e dos ENGENHEIRO TECNICOS.Acredito que o amigo Jonothan tambem deve ter lido. Agora nao sei se o Sr. Engenheiro estaria em condicoes de dizer que os seus colergionarios nao sao Engenheiros de verdade....so o Sr e que..
Olha, se house tanta diferenca ninguem ousasria em fazer equparacoes... Olha o Engenheiro de verdade devia ser um monstro perante um Tecnico Medio como Vexcia pretende que seja, mas a verdade nao essa. Se calha algo esta mal com o proprio sistema de educacao.... Bem uma vez eu disse - o sr devia estar a vir do ensino geral..... re -leia os comentarios dos teus colergionarios que sao tecnicos natos - formacao basica e media tecnica ate a unversidade....

Desde o dia e ano que levantei essa questao, continuo a chumbar os teus colegas.

Boa tarde